Sociedade

Mais investigação sobre os ancestrais

“É necessária uma maior investigação sobre a vida e obra dos reis da província, com vista a transmitir o seu legado às próximas gerações”, disse o governador provincial do Cunene, Kundi Paihama, no domingo, na comuna de Ombala-yo-Mungo, município de Ombadja.

Responsável da província pede maior divulgação dos hábitos e costumes locais
Fotografia: Angop

Ao falar a propósito das actividades alusivas aos 61 anos da morte do rei da Ombala-ya-Nalueke, Daniel Mutumbulwa, o governador provincial defendeu uma profunda investigação e divulgação sobre o papel desempenhado pelos reis. “Os académicos devem trabalhar para a obtenção de novos elementos como uma mais-valia na preservação e divulgação da nossa cultura, hábitos e costumes locais, no intuito de manter viva a história”, defendeu o governador provincial Kundi Paihama.
Explicou que se deve fazer mais esforço para que a História não caia no esquecimento. “A população, principalmente a juventude e as crianças, devem saber a importância do papel desempenhado pelos soberanos”, explicou Kundi Paihama que acrescentou que o rei Daniel Mutumbulwa contribuíu na defesa da soberania dos seus povos, ante o jugo colonial português. Na ocasião, o rei de Onalueque, Mário Satipamba, disse que o seu reino começou a ser povoado a partir do século XV, “provavelmente quando surgiram povos provenientes dos Grandes Lagos, em busca de melhores condições de vida.”

Tempo

Multimédia