Sociedade

Marginais condenados a dois meses de prisão

Três cidadãos foram condenados ontem, pelo Tribunal Provincial de Luanda, a dois meses de prisão e o pagamento de uma multa de 25 mil kwanzas, por terem sido surpreendidos a comercializar cabos eléctricos de alta tensão roubados.

Cidadãos comercializavam cabos eléctricos em Luanda
Fotografia: Marcelo Manuel |Edições Novembro

A Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade (ENDE) tem, nos últimos dias, feito reclamações constantes sobre vandalização e roubo de cabos eléctricos de alta tensão em vários pontos da cidade de Luanda, que têm causado grandes constrangimentos no fornecimento de energia.
A vandalização ou roubos de bens públicos são considerados crimes puníveis por lei. O cidadão João de Matos Joaquim e seus companheiros foram punidos por tentativa de comercializar cabos eléctricos de alta tensão roubados e não pela prática de roubo. O crime cometido é considerado como encobrimento da prática de furto simples, que resultou na pena de prisão de dois meses e no pagamento de 25 mil kwanzas, que inclui a taxa de justiça.

Tempo

Multimédia