Sociedade

Marido mata esposa por alegado engano

Uma mulher de 37 anos foi morta, na madrugada de domingo, pelo marido, que a confundiu com um assaltante.

Fotografia: DR

Detido pelo Sereviço de Investigação Criminal (SIC) e apresentado ontem à imprensa, Paulo Zau, ex-militar, de 43 anos de idade, conta que tem mantido um estado de vigilância permanente, devido às constantes ameaças de assalto à sua residência, localizada no bairro Tenente-Coronel Kimba, na zona de Tchimpindi.
A polícia avança que Paulo Zau, ao escutar um barulho estranho numa das divisões da casa, disparou a queima-roupa, sem saber que era a esposa que se encontrava na cozinha.
O Serviço de Investigação Criminal (SIC) continua a investigar o caso para se apurar as verdadeiras causas que estão na base deste homicídio.

Tempo

Multimédia