Sociedade

Material didáctico continua armazenado em Malanje

Eduardo Cunha e Venâncio Victor | Malanje

O material escolar que deveria ser distribuído aos alunos do município de Mucari continua armazenado, apesar do ano lectivo já ter começado, se-gundo o director do Instituto Nacional de Investigação e Desenvolvimento da Educação (INIDE).

A ministra Ana Paula Elias está a “radiografar” o sector da Educação em várias províncias
Fotografia: Edições Novembro

Manuel Afonso, que falava à margem da visita da ministra da Educação, Ana Paula Elias, a estabelecimentos de ensino da província de Malanje, garantiu que os responsáveis do sector na circunscrição foram orientados para que o processo de distribuição arranque o mais rápido possível.

De acordo com o director do Instituto Nacional de Investigação e Desenvolvimento da Educação, a ministra manifestou satisfação com o que está a ser feito ao nível do sector da Educação na província de Malanje.
A ministra da Educação, acrescentou, visitou o Centro de Formação Cidadela Jovens de Sucesso, Amílcar Cabral, a Escola da Catepa, o Instituto Médio Agrário de Malanje e o liceu Eiffel.
Ana Paula Elias reuniu também com profissionais da Educação e parceiros sociais, com o objectivo de avaliar a real situação do processo de ensino e aprendizagem na província de Malanje.
Manuel Afonso referiu que, para este ano, comparativamente aos anos anteriores, foram introduzidas algumas inovações pelo Ministério da Educação, com a contratação de mais empresas envolvidas no processo de distribuição do material didáctico.
“Todos os alunos do ensino primário vão beneficiar da distribuição gratuita de material didáctico”, sublinhou o director do INIDE, acrescentando que o ministério de tutela contratou três empresas de fiscalização, para que os livros cheguem aos destinatários. O Ministério da Educação, ainda de acordo com Manuel Afonso, está a trabalhar com a Polícia Nacional e com as forças de segurança interna, para que em qualquer tentativa de desvio do material didáctico os infractores sejam responsabilizados.
Manuel Afonso informou que o processo de distribuição dos manuais de ensino teve início em finais de Janeiro e, à medida que vão chegando ao país, estão a ser entregues gratuitamente. “Podemos constatar que a província de Malanje já está a fazer a distribuição nos municípios”, disse Manuel Afonso.

Tempo

Multimédia