Sociedade

Menino morre ao cair de 4º andar no Sequele

Roque Silva

Uma criança de três anos perdeu a vida, ontem, após queda do 4º andar de um edifício na urbanização do Sequele, no município de Cacuaco, em Luanda.

Este ano, é a segunda morte de criança por cair de um prédio
Fotografia: DR

A fatalidade se deu por volta das 11horas, quando a criança passou pela cozinha e dirigiu-se à lavandaria, espa-ço onde teve a queda fatal.
Na lavandaria, a criança transpôs o parapeito e caiu sobre o passeio de betão, na parte traseira do edifício 31, do bloco 3, tendo morte imediata. Uma das tias do peque-no, que preferiu falar ao Jornal de Angola sob anonimato, disse que o mesmo encontrava-se na sala, em companhia da mãe e da avó. Minutos depois notaram a ausência do mesmo.
Segundo a mesma fonte, tão logo se aperceberam da ausência da criança, as duas puseram-se a chamar e a procurar por ele por outros compartimentos da moradia até que, num instante, ouviram choros e gritos de moradores do edifício traseiro. “Era filho único da minha irmã.... Ela está desolada. Está difícil acreditar”, lamenta o sucedido.

Testemunhas no local disseram que o menino teve morte imediata. “Ouvi o barulho, olhei com curiosidade e vi o corpo da criança no chão, logo meti-me aos gritos”, referiu um morador que preferiu não ser identificado.
O corpo da criança só foi removido cerca de 6 horas depois do sucedido. Efectivos do Serviço de Investigação Criminal chegaram ao local por volta das 16h00. Depois da perícia, removeram-no para uma das morgues de uma das unidades sanitárias de Luanda.
Fonte do SIC disse ao Jornal de Angola que o atraso deveu-se ao facto de o Distrito Urbano do Sequele não dispor de viatura própria para a remoção de cadáver, o que obriga a recorrer a outras unidades.

Trata-se da segunda morte de uma criança nas mesmas circunstâncias na urbanização do Sequele. A primeira ocorreu em Junho último, após queda de uma menina, de cinco anos, da varanda de um 4º andar.
A mesma, por curiosidade, subiu numa cadeira para visualizar outras crianças que brincavam no jardim e acabou por cair, tendo sido, ainda, socorrida por familiares e vizinhos, mas acabou por morrer a caminho do hospital.

Tempo

Multimédia