Sociedade

Menores detidos por envenenar 9 pessoas

Dois adolescentes, de 16 e 17 anos, foram detidos na quinta-feira, no município do Longonjo, província do Huambo, por suposto envenenamento de nove pessoas, que se encontram internados na maior unidade hospitalar da localidade.

Fotografia: DR


O crime de envenenamento, segundo o relatório do Comando da Polícia Nacional na província do Huambo, entre os dias 27 e 30 de Julho, que a Angop teve acesso, ontem, ocorreu numa residência do bairro Chianga, arredores da vila municipal do Longonjo.
Os menores, segundo o documento, surpreenderam as vítimas, cujas idades vão dos 20 aos 48 anos, com uma bebida feita à base de frutos, supostamente venenosos, durante um convívio familiar.

Entretanto, um cidadão de 35 anos, identificado apenas por Hossi, foi assassinado com vários golpes de faca, numa obra abandonada no bairro Sassonde II, arredores da cidade do Huambo, supostamente por um amigo de 28 anos, já a contas com a Justiça.
Segundo a Polícia Nacional, uma cidadã de 26 anos viu parte da sua residência, no bairro Cafuanga, arredores da vila municipal do Bailundo, ser consumida pelo fogo, supostamente ateado pelo próprio esposo, de 34 anos, que alegou questões passionais como motivação do crime de fogo posto.

No total, entre segunda e quinta-feira ocorreram 23 crimes na província do Huambo, nomeadamente roubos com ofensas corporais, homicídios voluntários, furtos, agressões físicas, entre outros, que resultaram na detenção de 19 cidadãos suspeitos, alguns dos quais encontrados com um motorizada, utensílios domésticos e electrodomésticos.
Ainda esta semana, quatro pessoas perderam a vida e outras sete contraíram ferimentos graves e ligeiros em consequência de dez acidentes de viação, caracterizados por atropelamento, capotamento, despiste, choque entre carros e motorizadas.
O excesso de velocidade, a não cedência de prioridade de passagem, a ultrapassagem irregular por parte dos motoristas e motoqueiros, estiveram na base dos sinistros rodoviários.

Tempo

Multimédia