Sociedade

Metodistas festejam 134 anos sob signo do perdão

Carla Bumba

O bispo da Igreja Metodista Unida, Conferência Anual do Oeste de Angola, apelou ontem, em Luanda, aos fiéis da congregação “a olharem para a figura e os ensinamentos de John Wesley”, fundador da referida denominação religiosa.

Gaspar Domingos, bispo da Igreja Metodista Unida
Fotografia: Kindala Manuel | Edições Novembro

Gaspar João Domingos, fez o apelo durante o acto central de comemoração dos 134 anos da implantação da Igreja Metodista Unida em Angola, celebrados neste domingo, no templo de Icolo e Bengo, localizada no distrito urbano do Neves Bendinha, município do Kilamba Kiaxi.
“Devemos rebuscar o olhar, pensamento e ensinamento de Jonh Wesley, para perspectivar um futuro melhor para a nossa igreja”, disse o bispo Gaspar João Domingos, durante as celebrações sob o lema, "Metodistas convertidos em busca da santidade".
O culto assistido por centenas de fiéis, em representação de 30 templos da província de Luanda, foi abrilhantado por um coral gigante com 300 coristas, que emprestaram um colorido diferente à festa dos metodistas, marcada por cânticos, orações e incentivo ao perdão, num acto presenciado pelo director do Instituto Nacional para os Assuntos Religiosos, Francisco de Castro Maria.
Durante o acto, foram homenageados os bispos Gaspar João Domingos, Emílio de Carvalho, e a título póstumo, Moisés Fernandes, pelos feitos alcançados na condução dos destinos da Igreja Metodista Unida, cuja implantação em solo angolano aconteceu no longínquo dia 18 de Março de 1885.
A Igreja Metodista Unida realiza dia 30 do corrente mês, a conferência anual, para informar sobre a conferência geral extraordinária, realizada nos Estados Unidos da América (EUA) em Fevereiro.
Está também agendada para o dia 7 de Abril ( primeiro domingo do mês), uma colheita financeira, para construção do Centro de Conferência da Igreja Metodista Unida.

Tempo

Multimédia