Sociedade

Milhares de crianças morrem todos os dias

Um novo relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) divulgado na quarta-feira indica que em 2016 morreram diariamente, no mundo,  15 mil crianças  menores de cinco anos. O relatório indica que 46 por cento ou seja sete mil crianças não resistiram aos primeiros 28 dias de vida.

A mortalidade infantil no mundo preocupa as Nações Unidas
Fotografia: Money Sharma | afp

Apesar de uma queda na mortalidade nos primeiros cinco anos de vida, de 9,9 milhões de mortes em 2000 para 5,6 milhões em 2016, a proporção de recém-nascidos entre as vítimas subiu de 41 por cento para 46 no mesmo período, indica o órgão das Nações Unidas.
“Desde o ano de 2000, as vidas de 50 milhões de crianças menores de cinco anos foram salvas, um testemunho do sério compromisso para enfrentar as mortes infantis que podem ser prevenidas”, disse num comunicado, o chefe de Saúde do Unicef, Stefan Peterson.
“Se não fazermos mais para evitar que bebés morram perto de seu nascimento, esse progresso permanecerá incompleto. Temos o conhecimento e a tecnologia requeridas, só precisamos que isso chegue aos que mais precisam”, explicou.
O relatório diz que, caso a tendência se mantenha, 60 milhões de crianças menores de cinco anos morrerão entre 2017 e 2030.
O estudo foi elaborado pelo grupo Inter-institucional para a Estimativa da Mortalidade Infantil das Nações Unidas, que inclui o Unicef, a Organização Mundial de Saúde (OMS) e o Banco Mundial.

Tempo

Multimédia