Sociedade

Milhares de pacientes na "Arca da Paz"

Cerca de 1.500 pessoas foram atendidas nos dois primeiros dias pelos médicos do Navio Hospital “Arca da Paz” da Marinha de Guerra Chinesa, que está atracado desde quinta-feira no Porto de Luanda. Segundo o assessor de imprensa do navio, Jiang Shan,  no primeiro dia, dedicado exclusivamente ao atendimento de cidadãos chineses, foram assistidas mais de 200 pessoas.  

Embarcação atracada em Luanda tem aparelhos modernos
Fotografia: Pedro Parente | Angop

Na sexta-feira, segundo Jiang Shan, o número de pacientes   ultrapassou, em muito, as 400 pessoas que deviam ser atendidas gratuitamente por dia. Só na sexta-feira, deu a conhecer, foram atendidas mil pessoas. 
A “Arca da Paz”, que deixa Luanda na próxima quinta-feira, tem uma equipa composta por 115 técnicos, entre médicos e enfermeiros, e  presta assistência médica completamente gratuita.  
Com 381 tripulantes, o navio tem 178 metros de cumprimento, 24 metros de largura e 35,5 metros  de altura. Com oito pisos, o navio atende pacientes nas especialidades de clínica geral, cirurgia, cardiologia, pneumologia, gastro-enterologia, neurologia, nefrologia, cirurgia cardiotoráxica, osteologia, urologia, pediatria, obstetrícia e ginecologia, otorrinolaringologia, oftalmologia, odontologia, dermatologia, medicina tradicional chinesa e doenças infecciosas. O hospital flutuante conta com salas de tratamento intensivo, cirurgia, consultórios médicos, oito salas de enfermagem, 300 camas e um helicóptero para evacuação.

Tempo

Multimédia