Sociedade

Ministra Genoveva lino repudia filmes angolanos

Yara Simão

Os filmes intitulados “Oração Boca a Boca” e “Me traiu também vou lhe trair”, são uma aberração para uma sociedade que luta para o resgate dos valores morais e cívicos, considerou ontem, no Ministério do Interior, a ministra da Família e Promoção, Genoveva Lino.

Os filmes intitulados “Oração Boca a Boca” e “Me traiu também vou lhe trair”, são uma aberração para uma sociedade que luta para o resgate dos valores morais e cívicos, considerou ontem, no Ministério do Interior, a ministra da Família e Promoção, Genoveva Lino.
Algumas publicidades que passam pela rádio, televisão e colocadas na cidade capital com imagens de mulheres semi-nuas, também foram reprovadas pela ministra. “Se queremos educar os nossos filhos, não vamos permitir que sejam eles a fazer essas publicidades. Nós vamos continuar a reprovar esse tipo de atitudes para preservamos aqueles que serão o futuro”.
A ministra revelou que os casos de violência tendem a aumentar pelo facto das pessoas, particularmente os jovens, pretenderem tudo com muita rapidez. “Os nossos jovens querem voar sem mesmo ter asas e para isso procuram quimbandas que lhes obrigam a matar e violar se quiserem alcançar os seus objectivos”.
Genoveva Lino faz um apelo a sociedade e aos pais. “Vamos dar maior atenção aos nossos filhos que estão a enveredar por caminhos errados e dar asas a este fenómeno violento que o país atravessa. Vamos fazer o que a bíblia nos ordena, amai o próximo como a ti mesmo. Não matem, não roubem nem invejem o que é do outro”.
A sedução dos mais velhos no local de trabalho é também outra preocupação da ministra, que considera uma falta de moral os oficiais da Polícia assediarem mulheres e não respeitarem a própria farda que usam.
O vice ministro para Área Social do Ministério do Interior, José Bamóquina Zau, disse que a crise que assolou o país durante o processo de conquista e defesa da Independência Nacional, muitas instituições se desintegraram, as famílias ficaram divididas, dispersas e em consequência os valores morais e cívicos ficaram sem a devida base de sustentação.
José Bamóquina Zau afirmou que a violência contra a mulher, a criança e a familiar continua a ser uma situação0 preocupante. Sendo assim, disse, a família como núcleo fundamental da estrutura social deve desenvolver-se no sentido de uma maior consolidação e solidariedade entre os seus membros.

Tempo

Multimédia