Sociedade

Miss Angola e Basel na luta contra o Covid-19

Edivaldo Cristovão

O Comité Miss Angola e a empresa de detergentes Basel Angola abraçaram o combate contra o novo coronavírus, seguindo as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS). Ambas estão a distribuir produtos de higiene aos centros de quarentena, bem como instituições públicas e privadas do país.

Miss Angola, Saleth Miguel, está a apoiar a luta contra o Covid
Fotografia: Edivaldo Cristovão | Edições Novembro

A miss Angola, Saleth Miguel, disse que, de acordo com as recomendações dadas pela OMS, a empresa Basel e o Comité Miss Angola decidiram criar uma campanha de sensibilização de combate ao Covid-19, oferecendo álcool gel, detergentes em pó e lí-quido para os cidadãos que estiverem de quarentena.

Saleth Miguel referiu que o projecto visa sensibilizar, também, a população, empresas públicas e privadas a juntarem-se à campanha que vai circular por todo o país. “Apelamos que abracem esta causa. Trata-se de uma pandemia e é necessário que todos nos sentimos sensibilizados para ajudar neste combate”, disse a miss Angola.
A miss alertou para as medidas de prevenção, que consiste em lavar as mãos com água e sabão, álcool gel, e seguir outras medidas anunciadas pela OMS e pelo Ministério da Saúde.

Produção duplicada

O director comercial da Basel, Paulo Gonçalves, garantiu que a empresa duplicou a produção, de três para quase sete toneladas, para satisfazer a procura, atendendo à pandemia do Covid-19.
O director da Basel salientou que a iniciativa surgiu em função da realidade que o país vive, actualmente com três casos positivos de coronavírus. Este facto, disse, contribuiu para a decisão de ajudar com os produtos locais.
“A nossa fábrica está disponível para fornecer quantidades necessárias, o nosso foco é abastecer clínicas, hospitais, estabelecimentos prisionais,farmácias e supermercados”, garantiu. />O director explicou que Luanda é o primeiro ponto de distribuição, por albergar a maior parte da população do país. “Temos pontos de vendas em outras províncias, que servirão de distribuição para outros locais”, disse Paulo Gonçalves, garantindo que os preços dos produtos da Basel não estão a sofrer especulações, porque existem equipas para controlar os revendedores.
O director da Basel garantiu que o país está, cada vez mais, auto-sustentável em detergentes e outros produtos de limpeza e pode pensar na redução das importações.

Mais investimentos

A Basel é uma empresa privada de detergentes localizada no município de Viana, tendo iniciado as actividades em 2010, representando a linha de detergentes “Madar”. Inicialmente, o investimento foi de cinco milhões de dólares, mas hoje já ultrapassou os 30 milhões.
A empresa decidiu aumentar a capacidade de produção, de 3,5 para sete toneladas, para dar resposta ao momento que o país vive.
A fábrica tem mais de 700 funcionários, sendo 70 por cento homens. A Basel é das poucas fábricas a produzir detergente em pó no país, que agora faz lixívia com tecnologia de ponta, proveniente da Itália, a partir do sal.
As redes de distribuição da Basel estão concentradas nos hospitais municipais de Viana, no Capalanga, Hospital do Zango, Mãe Jacinta, dos Queimados Zango, Municipal do Cajueiro, Centro de Acolhimento dos Idosos do Beiral e Centro Médico do Quifica.

Tempo

Multimédia