Sociedade

Moradores do Sequele pedem antigo retorno

Roque Silva

“É desgastante fazer este percurso todos os dias.” O lamento de Carla Tavares reflecte o estado de aborrecimento dos moradores da cidade do Sequele, manifestado diariamente.

Um dos edifícios da Centralidade do Sequele, habitado há mais de quatro anos
Fotografia: Eduardo Pedro | Edições Novembro

A abertura, há mais de um ano, de um novo retorno rodoviário, que substituiu o que estava junto à entrada da cidade do Sequele, é a causa do descontentamento dos moradores da nova urbanização do município de Cacuaco.
Os automobilistas que se deslocam à cidade do Sequele percorrem, no sentido Cacuaco-Benfica, cerca de cinco quilómetros, a partir do antigo retorno, para chegar ao novo, fazendo depois, na outra faixa de rodagem, a mesma distância até à entrada da via de oito quilómetros que dá acesso à cidade do Sequele.
A abertura do novo retorno e o encerramento do anterior ocorreram por altura da reabilitação profunda da avenida Fidel Castro, há mais de um ano, trabalho de execução central e acompanhado pelo Instituto Nacional de Estradas de Angola (INEA).

Notícia em desenvolvimento...

 

 

Tempo

Multimédia