Sociedade

Mulheres protestam contra lei do aborto

Centenas de mulheres foram às ruas na segunda-feira, no Rio de Janeiro, Brasil, para protestar contra o polémico projecto de emenda constitucional 181 (PEC 181), aprovado na semana passada por uma comissão mista da Câmara dos Deputados, que pretende proibir o aborto mesmo nos casos previstos, como por exemplo o de estupro.

Abortos são causadores de traumas para as mulheres
Fotografia: DR

As manifestantes marcharam pelas ruas do centro do Rio de Janeiro, algumas das quais  carregando bebés, convocadas por organizações pró-aborto.
No protesto, viam-se cartazes onde se podia ver a frase “Todas contra 18”, em referência aos 18 votos contra um, que levaram a comissão mista da Câmara dos Deputados a aprovar na última quarta-feira a PEC 181, com o voto contrário da única mulher presente na sessão.
“É inadmissível que um grupo de homens decida sobre o corpo das mulheres. É um retrocesso, em todo o sentido da palavra”, disse Flora Rosa, estudante de 18 anos de idade, que protestava ao lado dos seus amigos.
O projecto de lei, cujo objectivo inicial é o de alargar a licença de maternidade das mães de bebés prematuros, é considerado um “cavalo de Tróia” pelas militantes feministas do país porque o texto indica que o direito à vida é “inviolável desde a concepção.”

Tempo

Multimédia