Sociedade

Namibe: Comissão Nacional satisfeita com as condições criadas para a prevenção da Covid-19

João Upale | Moçâmedes

O secretário de Estado do Interior para o Asseguramento Técnico, Salvador Rodrigues, mostrou-se satisfeito com as condições criadas para a prevenção da Covid-19 na província do Namibe.

Secretário de Estado do Interior para o Asseguramento Técnico, Salvador Rodrigues,
Fotografia: DR

Salvador Rodrigues, que é também porta-voz da Comissão Multissectorial Nacional de prevenção à pandemia, reconheceu as condições criadas nos centros de quarentena institucional e nos locais para acomodação dos técnicos que se deslocam ao Namibe para prestar ajuda em vários domínios da saúde.

A Comissão Multissectorial Nacional, chefiada pela ministra de Estado para Área Social, Carolina Cerqueira, esteve quarta-feira no Namibe para constatar o grau de prontidão da região para a prevenção e combate do Covid-19.
Nesta altura, estão quarentena domiciliar 12 cidadãos, dos quais dez proveniente de Portugal, e dois vietnamitas oriundos do Dubai. A província do Namibe conta com três unidades hoteleiras para a quarentena institucional. Um dos hotéis vai servir para técnicos de saúde que forem colocados em quarentena.
O director do Gabinete Provincial da Saúde, Miguel Ferreira, revelou que o Namibe recebeu 90 milhões de kwanzas para aquisição de material de biossegurança. A Comissão Multissectorial Nacional ofereceu alguns meios logísticos para apoiar famílias carentes e crianças de rua.
A escola 1º de Maio, no bairro Quatro e Meio, periferia da cidade do Namibe, escolhida inicialmente para quarentena institucional, vai reforçar o centro de Saúde do bairro Forte Santa Rita, escolhido para o tratamento de possíveis casos de Covid-19.
A Comissão Multissectorial Provincial está a trabalhar com voluntários do Gabinete Provincial da Educação, na sensibilização das comunidades da periferia e locais de maior concentração populacional.

Técnicos cubanos
Salvador Rodrigues anunciou que a província do Namibe será uma das primeiras a receber ajuda dos médicos cubanos que devem chegar nos próximos dias ao país, para ajudar na prevenção e combate do Covid-19.
O secretário do Estado do Interior para o Asseguramento Técnico exortou a população a cumprir com o Estado de Emergência, no sentido de se evitar a propagação da doença.
“O recolhimento domiciliar visa combater um inimigo invisível. Os especialistas em saúde dizem que esta é a melhor forma para combatermos esse vírus. O nosso apelo é que os cidadãos cumpram com essa orientação”, disse.
Salvador Rodrigues pediu à população no sentido de ajudar os órgãos de Defesa e Segurança a fazer cumprir a lei e exortou os efectivos a primarem pela pedagogia, explicando a necessidade do cumprimento do Estado de Emergência.
“Por isso, são exigidos que não saiam armados. Não há necessidade de armas. A população deve respeitar os órgãos de Defesa e Segurança, evitando o uso da força”, referiu.

Tempo

Multimédia