Sociedade

Nova estratégia no combate à sida

O presidente zambiano, Egdar Lungu, anunciou a legalização da testagem e tratamento contra o VIH, sem necessidade do consentimento dos pacientes.

O aumento da prevenção é uma estratégia que dá resultado
Fotografia: Contreiras Pipa | Edições Novembro

O anúncio foi feito na terça-feira durante o lançamento de uma campanha contra o VIH em Lusaka, capital zambiana.
“Da mesma maneira que não necessitamos do consentimento do paciente para o teste da malária, vamos em frente e fazer testes de VIH, aconselhar e, se o teste resultar positivo, vamos iniciar o tratamento”, disse o Chefe de Estado zambiano.
“Devo admitir que há colegas que sentiram que esta política vai contra os direitos humanos, mas também ninguém tem o direito de tirar a vida a outra pessoa”, disse o Presidente Egdar Lungu, citado pelo jornal “Lusaka Times”.
O Presidente também lançou o Dia de Testagem, Aconselhamento e Tratamento do VIH, que vai ser observado a nível nacional, para ajudar a pôr fim à doença no país.
A Organização Mundial de Saúde e o Programa Conjunto das Nações Unidas para o VIH/Sida opõem-se à testagem obrigatória e forçada.

Tempo

Multimédia