Sociedade

Número de vítimas de ataque de jacarés cresce no Mulondo

Cinco pessoas foram atacadas mortalmente por jacarés na comuna de Mulondo, município da Matala, província da Huíla, desde Janeiro, mais duas em comparação com o balanço do mesmo período do ano passado.

O administrador comunal, Zeca Mupinga, informou ontem à Angop que entre as vítimas estão mãe e filha, atacadas quando regressavam de um comício alusivo ao Dia da Paz e da Reconciliação Nacional, celebrado a 4 de Abril.  
Zeca Mupinga declarou que ataques de jacarés são recorrentes na comuna de Mulondo, para cuja ocorrência contribui a falta de chafarizes em algumas zonas, o que faz com que algumas pessoas obtenham água a partir do rio.
O administrador comunaldo Mulondo  entende que  desatenção da população,  principalmente crianças e idosos, quando se deslocam ao rio,  está na base do aumento do número de ataques.
A comuna de Mulondo dispõe de uma população estimada em 24 mil habitantes, maioritariamente criadores de gado, pescadores artesanais e camponeses.
O Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros tem mecionado, nos seus relatórios,  a necessidade de as pessoas ficarem atentas à movimentação de jacrés em áreas sinalizadas.
A instituição lamenta que até hoje ainda haja pessoas que ignoram a existência de placas que alertam para a existência de jacarés.

SAPO Angola

Tempo

Multimédia