Sociedade

Obesidade é um dos factores de risco no país

O excesso de peso é um dos factores de risco para doenças que acometem muitos angolanos, entre as quais doenças cardiovasculares e cancro, disse ontem , em Luanda, o médico cardiologista Romeu Aguiar.

Fotografia: Dombele Bernardo | Edições Novembro

Falando à Angop a propósito do Dia Nacional de Luta contra a Obesidade, assinalado ontem, o especialista referiu que a obesidade provoca também patologias como diabetes tipo II, dislipidémias, hipertensão arterial, arteriosclerose, insuficiência cardíaca congestiva, angina de peito, complicações no sistema respiratório, infertilidade, incontinência.
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), um em cada oito adultos no mundo é obeso e a projecção é de que, em 2025, cerca de 2,3 bilhões de indivíduos estejam com excesso de peso.
Romeu Aguiar salientou que a obesidade caracteriza-se pelo aumento de gordura no corpo e pode ser desencadeada por factores genéticos ou pelo desequilíbrio entre a quantidade de alimento ingerida e o gasto de energia daquele indivíduo.
A obesidade, refere, é uma condição clínica caracterizada pelo excesso de gordura no organismo, dificultando o bom funcionamento do mesmo.
Quando um indivíduo ingere alimentos, o organismo retira dele as calorias essenciais para a obtenção de energia, mas quando essas calorias são ingeridas em excesso, o organismo não consegue queimá-las e então as acumula.
O especialista adiantou que é considerado obeso qualquer indivíduo que apresente Índice de Massa Corpórea (IMC) entre 30.0 e 39.9. O resultado do IMC é obtido quando o peso do indivíduo é dividido pela sua altura ao quadrado.
O médico cardiologista, Romeu Aguiar, acrescentou que também é possível avaliar a obesidade de um indivíduo a partir da circunferência da cintura e do quadril.
Nesse estágio, a perda de peso é um factor muito importante e difícil de conseguir, porém o obeso deve passar por um tratamento específico com especialistas no assunto, para que o tratamento seja feito da melhor maneira, prevendo, além da perda de peso, a manutenção, em longo prazo, do organismo, ou seja, promovendo formas de impedir que o indivíduo ganhe peso novamente.
Um dos primeiros cuidados a ter para não ser obeso é alimentar-se correctamente, evitando assim gorduras e sal, bem como praticar exercícios físicos.

Tempo

Multimédia