Sociedade

OMS alerta para o risco de alastramento do ébola

O director-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, alertou ontem para o risco de alastramento do surto de ébola na República Democrática do Congo, cujo combate está a ser dificultado pela violência naquele país.

Fotografia: DR

“A menos que nos unamos para pôr fim a este surto, corremos um risco muito real de que alastre e se torne mais agressivo e difícil de combater”, disse.
Tedros Adhanom Ghebreyesus falava na abertura da assembleia anual da organização, que durante nove dias reúne, em Genebra, ministros da Saúde de todo o mundo. O surto de ébola nas províncias congolesas de Ki-vu Norte e Ituri (nordeste) é o segundo pior da História, com cerca de 1.700 casos confirmados e mais de 1.200 mortos desde Agosto.
O combate à doença está a ser dificultado pelos ataques de grupos armados a instalações da saúde naquelas duas províncias.
Em Março, num ataque ao Hospital de Butembo, uma das cidades mais afectadas pelo surto, morreu o epidemiologista e especialista da OMS na luta contra o ébola, Richard Valery Mouzoko.

Tempo

Multimédia