Sociedade

Pais devem dedicar mais tempo aos filhos

As crianças que não são devidamente acompanhadas e formadas, do ponto de vista social, académico e religioso, podem tornar-se, a partir da adolescência, potenciais criminosos, afirmou, na quarta-feira, em Luanda, o sociólogo Carlos Ricardo.

Sociólogo aplaudiu as iniciativas do Executivo para travar a criminalidade no país
Fotografia: Mota Ambrósio | Edições Novembro


O sociólogo, que falava num seminário sobre educação cívica, afirmou que a criminalidade resulta da falta de consciência moral e ética, algo que pode ser transmitido por progenitores aos seus filhos.
“Os pais devem dedicar mais tempo aos filhos, porque muitos indivíduos desconhecem a gravidade dos seus actos por falta de educação”, disse Carlos Ricardo, que considerou “importante uma boa estruturação das famílias". No seminário, o professor universitário Fernando João disse que, para o combate à criminalidade, é fundamental  a realização de acções formativas, palestras e campanhas de sensibilização sobre a ética, religião e a importância da vida humana.
Fernando João considerou as igrejas e escolas "instituições primárias" na educação da sociedade e das famílias.
A falta de emprego e o difícil acesso ao ensino são também factores que contribuem para o surgimento de delitos na sociedade, acentuou Fernando João. O docente aplaudiu as iniciativas do Executivo que concorrem para combater a criminalidade.

Tempo

Multimédia