Sociedade

Plantas florestais para a criação de zonas verdes

O Instituto de Desenvolvimento Florestal (IDF) está a proceder na província da Huíla à distribuição de 35 mil plantas florestais e ornamentais destinadas à criação de zonas verdes nas áreas habitadas.


A informação foi prestada ontem, no Lubango,  pelo chefe de departamento provincial do Instituto  de Desenvolvimento Florestal  na Huíla, Dumbo Kangopito.
Do total de plantas,  afirmou, 25 mil foram criadas no polígono florestal da Humpata e 10 mil no viveiro da Chinhanha, no mesmo município, entre Outubro de 2016  e Janeiro deste ano.
Dumbo Kangopito disse que comparativamente aos anos anteriores, em que houve uma produção de 50 a 100 mil mudas,  em 2016 registou-se  uma baixa considerável devido à carência  de material gastável, como as bolsas de polietileno. Os fornecedores tiveram dificuldades financeiras para a importação desse material, dadas as restrições de divisas cambiais no país, bem como a falta pelo mesmo motivo de adubo, elemento importante para a dosagem com substratos de solos ricos em sais minerais para o crescimento das plantas.
“A aquisição de mudas é feita de forma comparticipada devido ao custo de produção, o que significa que qualquer cidadão interessado em ter essas espécies de plantas deve dirigir-se à instituição no sentido de as adquirir”, frisou.

Tempo

Multimédia