Sociedade

Polícia Nacional expulsa efectivos

A Polícia Nacional expulsou das suas fileiras, na província do  Uíge, dois agentes por conduta indecorosa. O acto ocorreu durante a parada realizada no Comando Provincial da Polícia, presenciada por membros do Conselho Consultivo, oficias, agentes e funcionários civis.

Fotografia: JAIMAGENS

Foram expulsos os agentes de terceira classe André Diogo Paulo e Pinto Amândio Benguela Quimbinda, por violação às regras de serviço.
De acordo com os despachos lidos na ocasião, André Diogo Paulo, ex-agente de primeira classe colocado no comando municipal do Uíge, foi condenado à pena de dois anos e quatro meses de prisão maior pelo Tribunal Militar da Região Norte, no Uíge, por violência contra militares, em Maquela do Zombo.
Pinto Amândio Benguela Quimbinda, até então afecto ao comando municipal de Cangola, foi acusado de envolvimento num acto delituoso e condenado à pena de dois anos e seis meses de prisão maior.
“Depois da investigação e comprovados os factos, os casos foram encaminhados para o gabinete do comandante-geral da Polícia Nacional, que determinou a expulsão”, disse o inspector provincial.
Miguel Dias Lourenço pediu aos efectivos para se pautarem por uma boa conduta e dignificarem a corporação.
O inspector provincial sublinhou, na ocasião, que a Polícia Nacional não vai tolerar actos que envergonhem a corporação e pediu aos efectivos para terem uma aitude exemplar.

Tempo

Multimédia