Sociedade

Polícia sem concurso para ingresso de agentes

Alexa Sonhi

O Comando-Geral da Polícia Nacional não vai realizar  novo concurso público de ingresso de agentes na corporação, informou ontem, em Luanda, o director nacional dos Recursos Humanos.

Fotografia: Dombele Bernardo | Edioções Novembro

 
O comissário José Diogo Moniz, que desmentia  rumores de que a Polícia Nacional estaria a preparar um novo concurso público de ingresso, explicou que a corporação vai dar, sim, formação, no âmbito do 17.º curso, a 601 candidatos remanescentes do grupo de apurados no último concurso público realizado em 2014, já inscritos no Sistema Integrado de Gestão Financeira do Estado ( SIGFE).
Os 601 candidatos, de acordo com o comissário, só não frequentaram o 16.º curso básico de polícia em 2014 devido à exiguidade de espaço nas escolas e centros de formação da Polícia Nacional em decorrência do elevado número de inscrições ao concurso público de ingresso. O director nacional dos Recursos Humanos da Polícia Nacional disse que os 601 candidatos começam a formação no próximo mês e a mesma tem a duração de nove meses. O comissário aproveitou a ocasião para esclarecer que "a inscrição de ingresso em qualquer instituição não pressupõe admissão automática, porque o vínculo laboral com qualquer organismo só se firma depois de serem admitidos".
O director dos Recursos Humanos da Polícia Nacional confirmou que, doravante, só ingressam na Polícia Nacional os cidadãos  que tenha cumprido o serviço militar obrigatório.

Tempo

Multimédia