Sociedade

População aconselhada a evitar zonas de risco

O Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, na província do Cunene, aconselha a população a evitar construir em zonas de risco, para garantir a integridade das famílias e a preservação dos seus bens.

Serviço de Protecção Civil e Bombeiros reforçam campanha de sensibilização
Fotografia: Francisco Lopes | Edições Novembro

O porta-voz do Comando Provincial do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, Paulo Calunga, lembrou que muitas casas têm sido destruídas pelas chuvas e, em consequência disso, um elevado número de pessoas têm perdido os seus haveres. Com a aproximação das chuvas, disse Paulo Calunga, o Serviço de Protecção Civil e Bombeiros intensifica as campanhas de sensibilização. Devido às suas características específicas, disse o porta-voz dos Bombeiros, a província do Cunene tem registado inundações com frequência, daí a necessidade de a população tomar consciência do perigo de construir em zonas de risco.
“A província regista de forma cíclica inundações. Por esta razão, a população deve evitar construir em locais de risco, uma vez que as administrações municipais já indicaram as áreas para a construção auto-dirigida e em segurança", avançou o responsável.
Paulo Calunga lembrou que o cidadão, ao pretender construir a sua casa, deve, primeiramente, recorrer aos serviços das administrações na sua área de jurisdição, para ser orientado onde construir.

Tempo

Multimédia