Sociedade

Portal promove maior inclusão

Pessoas com deficiência criaram, há uma semana, um portal na Internet, no qual se propõem fazer denúncias quando forem vítimas de qualquer forma de discriminação.

As pessoas com deficiência são protegidas por lei
Fotografia: José Cola | Edições Novembro

O vice-presidente da Associação Nacional de Estudantes Universitários com Deficiência, citado ontem pela Angop, disse que o portal é de dimensão nacional e foi criado para promover a aproximação entre as pessoas com deficiência e registar pessoas com deficiência e associações que trabalham com esse segmento da sociedade.
"O nosso objectivo é saber o número de pessoas com deficiência em Angola, a ocupação profissional ou estudantil e quem está ou não desempregado", informou António Pedro.
Projectado pela Associação Nacional de Estudantes Universitários com Deficiência (ANEUD), o portal pretende-se interactivo, estando incorporado a uma página do Facebook com link www.aneud.org.
O portal  dispõe de serviços de denúncia, consultoria, pedidos de apoio, turismo adaptado e promoção de fóruns dedicados à vida das pessoas com deficiência.  
No lançamento  do portal, António Pedro afirmou que estão criadas condições para recolha de dados relativos aos tipos de deficiências e o número de pessoas com deficiência no país.

Tempo

Multimédia