Sociedade

Prevista construção de aterros sanitários em todas as províncias

Até 2025, as 18 províncias de Angola terão aterros sanitários, anunciou ontem o secretário de Estado do Ambiente, Joaquim Manuel.

 

Em declarações à Angop, o secretário de Estado deu a conhecer que estão em construção aterros nas províncias do Huambo, Cabinda e Bengo, e nas demais regiões foram identificados os locais para a sua instalação, porém, condicionada a financiamentos que estão a ser processados. Joaquim Manuel realçou que, devido aos custos elevados, será construído apenas um aterro por província. Sublinhou que cada aterro custa entre os 15 e 20 milhões de dólares, de acordo com a capacidade, dimensão e integração de serviços complementares anteriores à deposição final nestes locais. O secretário de Estado explicou que a construção de aterros torna-se caro com a integração de serviços como centros de triagem ou segregação, reciclagem e valorização quer energética, quer biogás.

Tempo

Multimédia