Sociedade

Promoção de imoralidade leva oito suspeitos à cadeia

Um grupo de oito cidadãos foi detido pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC) por suspeita de divulgação, nas redes sociais, de conteúdos e imagens explicitamente ofensivos à moral pública e aos bons costumes, com a finalidade de realização de actividades sexuais em grupo.

Fotografia: Maria Augusta|Edições Novembro

Os membros do grupo, integrado por quatro homens e quatro mulheres, da faixa etária dos 18 aos 37 anos, foram detidos faseadamente, entre 26 de Junho e 11 de Julho, informa um comunicado do Serviço de Investigação Criminal, no qual se lê que, quando apresentados ao Ministério Pú-blico, foi legalizada e mantida a prisão de sete dos oito arguidos.           
O SIC adianta que, no cumprimento do dever, realizou acções operativas, que levaram à detenção dos oito indivíduos, nos bairros da Maianga e Cassequel, estando os suspeitos indiciados por associação criminosa, tráfico sexual e lenocínio, que é a prática criminosa que consiste em explorar, estimular ou facilitar a prostituição.
No documento, o SIC assegura que vai continuar a combater energicamente esse tipo de actividades ilícitas e apela à população para apresentar denúncia pública ou anónima, através dos canais existentes para o efeito.

Tempo

Multimédia