Sociedade

Remar tem novo centro de reabilitação em Viana

A Remar, uma instituição de carácter religioso, conta desde quarta-feira, com um novo centro de reabilitação de toxicodependentes e de alcoólatras, instalado no bairro da Caop B, município de Viana, em Luanda.

O amor ao próximo é a divisa do centro Remar
Fotografia: DR

O centro faz parte de um projecto implementado por fases e dispõe de duas naves, já terminadas, que comportam nove quartos, dois balneários, duas salas de jantar. A sua costrução foi financiada pela Esso Angola-Exxon Mobil.
O director-geral da Re-mar, Luís Macedo, informou que  o bloco inaugurado vai albergar 40 pessoas e acrescentou que o número vai ser aumentado quando terminar a construção de mais três blocos.
O responsável apelou à sociedade para ajudar no apetrechamento  do centro so-cial, pelo facto de o recheio do imóvel não fazer parte do financiamento.
Luís Macedo realçou que o espaço é um  local  de carácter religioso que tem procurado reintegrar toxicodependentes e alcoólatras na so-ciedade. O centro acolhe pessoas que tenham 18 anos em diante.
Lino de Freitas Dário e Alex  Francisco Diogo, dois dos mais jovens que ali vivem, transmitiram as suas experiências, informando que, no passado, estavam entregues à delinquência e ao consumo desenfreado de álcool.  Ambos conseguiram ultrapassar a “vida errante” em função das mensagens positivas adquiridas na Remar.
O director de Relações Públicas e Governamentais da Esso Angola-Mobil, Ar-mando Afonso,  disse que a empresa, além da produção de petróleo, também tem como estratégia apoiar as causas sociais em Angola e, desta forma, trabalha com a Remar, desde  2008.
O responsável considerou que as pessoas que ali são acolhidas merecem  consideração por estarem a viver um problema que aflige a sociedade cada vez mais.
As novas instalações da Remar fazem parte da terceira fase de construção daquele centro, que, quando estiver totalmente concluído, vai prestar tratamento médico e aconselhamento psicológico, além de dispor de oficinas de formação profissional, centro social, dormitórios e salas de aula.
Vão beneficiar do projecto, em regime de internato, não só habitantes de Luanda que necessitem de reintegração na sociedade, mas também de províncias vizinhas.
A Remar é uma Organização Não-Governamental que providencia programas educacionais e de saúde para as pessoas que lutam contra a dependência do álcool e estupefacientes, dando-lhes a oportunidade de se tornarem pessoas úteis à sociedade.

Tempo

Multimédia