Sociedade

Saída de conservadores continua a ser efectuada

O Ministério da Justiça proibiu a recepção de valores em numerário nos serviços afectos à Direcção Nacional dos Registos e do Notariado e não suspendeu as saídas de conservadores para realizar casamentos fora das conservatórias, como o Jornal de Angola fez referência no “Espaço Alto & Baixo”, do dia 10 de Fevereiro.

Fotografia: EDIÇÕES NOVEMBRO


Em nota enviada ao Jornal de Angola, o Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos esclarece que não existe nenhuma suspensão por parte do ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, Francisco Queiroz ou do Ministério para a realização de casamentos fora dos serviços de justiça.
A Direcção Nacional dos Registos e Notariado emitiu um ofício circular a proibir a recepção de valores em numerário nos serviços afectos à Direcção Nacional dos Registos e do Notariado, porque se verificava uma violação ao diploma legal, que resultava em constantes reclamações por parte dos utentes.

Tempo

Multimédia