Sociedade

Novo curso de doutoramento na Universidade Agostinho Neto

Nhuca Júnior |

O Centro de Estudos Avançados em Educação e Formação Médica (CEDUMED) da Universidade Agostinho Neto abre, em Setembro próximo, em Luanda, o primeiro curso de doutoramento em Ciências Biomédicas, com 25 vagas disponíveis.

A biomedicina é um campo de estudo das Ciências Biológicas que permite pesquisar as doenças humanas para desenvolver e aprimorar o diagnóstico
Fotografia: Eduardo Pedro | Edições Novembro

O doutoramento em Ciências Biomédicas a nível da Universidade Agostinho Neto, cuja primeira edição termina em Setembro de 2021, foi aprovado pelo Decreto Executivo n.º 14/17, de 18 de Janeiro, do Ministério do Ensino Superior, publicado no Diário da República I Série n.º 9, de 18 de Janeiro de 2017.
As inscrições para o preenchimento das 25 vagas disponíveis foram abertas a 10 de Julho e terminaram na quarta-feira última, de acordo com um documento, de cuja existência o Jornal de Angola tomou conhecimento na sexta-feira, através da Internet.
Os processos de candidatura deram entrada no Departamento de Investigação Científica e Pós-Graduação da Faculdade de Medicina da Universidade Agostinho Neto, em papel e suporte digital.
Constituem habilitações de acesso ao doutoramento os cursos de licenciatura ou equivalente no ramo das Ciências Biomédicas e afins ou, alternativamente, mestrado nas mesmas áreas.
O doutoramento em Ciências Biomédicas vai ser ministrado por uma Comissão Científica, nomeada pelo reitor da Universidade Agostinho Neto, sob proposta da Comissão Científica do CEDUMED.
O plano curricular do curso é ministrado por professores ou investigadores da Universidade Agostinho Neto, com o grau de doutor, e outro corpo docente, no âmbito de acordos de parceria ou contratos estabelecidos para o efeito, em percentagem não superior a 30 por cento, podendo incluir docentes convidados sem o grau de doutor, mas com o grau de mestre ou de especialista, em percentagem não superior a 20 por cento, nomeados pelo reitor da Universidade Agostinho Neto, sob proposta da Comissão Científica do CEDUMED.
Na primeira edição, o curso é ministrado em associação entre a Universidade Agostinho Neto, através do Centro de Estudos Avançados em Educação e Formação Médica, e a Universidade Nova de Lisboa, através do Instituto de Higiene e Medicina Tropical, no quadro da cooperação inter-universitária. O regulamento do doutoramento em Ciências Biomédicas é regido pelo Decreto Executivo n.º 29/11, de 3 de Março - Regulamento do Processo de Criação e Funcionamento de Cursos de Pós-graduação em Instituições de Ensino Superior -, publicado no Diário da República I Série n.º 42, de 3 de Março de 2011.
O doutoramento em Ciências Biomédicas, lê-se no documento, vai reforçar a formação avançada nesse domínio, entendido genericamente como a área das Ciências Biológicas voltada para a pesquisa das doenças humanas, as suas causas e meios de tratamento.
A biomedicina, acentua o documento, permite pesquisar as doenças humanas, os seus factores ambientais e eco-epidemiológicos, compreender as suas causas, efeitos e mecanismos interactivos e desenvolver e aprimorar diagnósticos.

Capacidade institucional


A Universidade Agostinho Neto criou o curso de doutoramento em Ciências Biomédicas com o objectivo de capacitar os quadros pós-graduados a fim de intervirem nas áreas de formação, pesquisa, gestão e assistência, com um conhecimento aprimorado e consolidado, como se pode ler no documento, no qual está acentuado que o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da Universidade Agostinho Neto está em consonância com o Plano Nacional de Formação de Quadros de Angola (PNFQ), desenvolvido, há cerca de cinco anos, pelo Executivo.
O Plano de Desenvolvimento Institucional determina o reforço da capacidade institucional do país, através da implementação de Programas de Pós-Graduação nas várias áreas do saber.

Liderança efectiva no desenvolvimento de novas linhas de pesquisa


O documento do Centro de Estudos Avançados em Educação e Formação Médica  faz também menção ao Plano Nacional de Desenvolvimento Sanitário, relativo ao período 2012-2025, que prevê um Programa de Prevenção e Luta Contra as Doenças, que inclui os subprogramas de doenças transmissíveis e de doenças crónicas não transmissíveis, com impacto directo no desenvolvimento humano de Angola.
No documento, a Universidade Agostinho Neto mantém a sua convicção de que o cumprimento dos objectivos e metas dos planos depende da existência de quadros de topo que exerçam as suas actividades integrados em grupos e redes de excelência a nível mundial.
Estes recursos humanos têm de estar capacitados para empreender acções de liderança efectiva das intervenções sanitárias, planificação, implementação e avaliação dos respectivos programas e projectos, formação de técnicos especializados e de direcção de equipas e desenvolvimento de linhas de pesquisa das doenças prioritárias.
O curso de doutoramento em Ciências Biomédicas é submetido à avaliação e à acreditação periódica do Ministério do Ensino Superior.
O plano curricular incluiu as disciplinas de saúde pública e sistema de saúde I e II, ética e investigação em saúde, pesquisa e gestão de literatura biomédica, projecto de pesquisa e metodologia de investigação, bioestatística e aplicações informáticas, epidemiologia, biologia celular e molecular, imunologia e parasitologia médicas.
Estão também no plano as cadeiras de microbiologia médica, epidemiologia molecular em doenças infecciosas e parasitárias e sociologia e antropologia da saúde.

Tempo

Multimédia