Sociedade

Técnicos das FAA e da Polícia Nacional já trabalham nas unidades hospitalares de Luanda

Os hospitais de Luanda começaram hoje a ser reforçados com profissionais de saúde das Forças Armadas Angolanas (FAA) e da Polícia Nacional, para fazer face à greve dos enfermeiros que decorre desde o passado dia 11, constatou o Jornal de Angola.

O município do Cazenga, um dos mais afectados pela greve, recebeu um total de 30 técnicos, que vão trabalhar em várias unidades hospitalares daquela circunscrição de Luanda.

Tempo

Multimédia