Sociedade

SIC destrói toneladas de peixe deteriorado

Kamuanga Júlia |Saurimo

O Serviço de Investigação Criminal (SIC), em parceria com o Gabinete de Inspecção da Saúde Pública (GISP), apreendeu e destruiu cerca de duas toneladas de peixe deteriorado, numa câmara frigorífica localizada no bairro Sassamba, no centro da cidade de Saurimo, província da Lunda-Sul.

Fotografia: DR

Segundo o porta-voz do SIC, António Sacuaia, a detecção dos bens foi feita com base numa denúncia anónima. A comercialização de 20 quilogramas de cavala, que inicialmente rondava os 6 mil kwanzas, baixou drasticamente para os 4 mil, facto que levantou suspeitas entre os compradores.
António Sacuaia disse que, depois de várias denúncias, as suspeitas foram confirmadas, durante uma visita de inspecção, que culminou na suspensão da venda e aplicação de multa no valor de 400 mil kwanzas. O porta-voz do SIC disse que a quantidade de peixe destruído por “má conservação”, desde o princípio deste ano, em três casos notificados, está avaliada em 13 toneladas.
Recentemente, e visando desencorajar o consumo de “produtos impróprios”, o Departamento de Saúde pública da Lunda-Sul lançou um apelo à fiscalização e à prática da denúncia pelos cidadãos. O chefe do Departamento da Saúde Pública, Arsénio Mavunda, disse que o interesse dos comerciantes pelo lucro fácil está na base deste comportamento.
O gerente das câmaras onde foi detectado o produto, Vasco da Cruz, disse ao Jornal de Angola que os prejuízos estão avaliados em 670 mil kwanzas, sem adicionar a multa aplicada.

Tempo

Multimédia