Sociedade

SIC trava furto de 98 milhões de kwanzas

André da Costa

Dois indivíduos, de 27 e 28 anos, sendo um analista e outro agente da Polícia Nacional, foram detidos pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC), por supostamente estarem envolvidos numa rede que pretendia furtar, via online, mais de 98 milhões de kwanzas, ao Banco de Poupança e Crédito ( BPC).

O porta-voz do Serviço de Investigação Criminal, superintendente Fernando de Carvalho, explicou que uma funcionária do BPC, identificou que na conta de um cliente existiam 98 mi-lhões de kwanzas, entrou em contacto com um amigo, dando-lhe as coordenadas bancárias que facilitou a transferência, via online, dos valores para a conta de uma empresa.Nesta empresa, cujo nome omitimos, os burladores pretendiam levantar mercadorias ali comercializadas, neste valor. Tanto o agente da Polícia Nacional, colocado no Comando Municipal de Viana, como o técnico de recursos humanos, foram mobilizados pelo indivíduo que transferiu os valores, para levantarem os artigos e os fazer chegar.
Um dos responsáveis da empresa alertou o Serviço de Investigação Criminal, dando conta da existência da quantia na conta da referida empresa, bem como a presença dos indivíduos usados para levantarem a mercadoria solicitada.

Tempo

Multimédia