Sociedade

Sindicato dos Médicos quer enquadramento de seus filiados

O Sindicato Nacional dos Médicos de Angola (SINMEA), considerou, ontem, urgente o enquadramento dos candidatos admitidos no concurso público do Ministério da Saúde em 2018.

O Ministério da Saúde previa 7.667 vagas, das quais 1. 500 eram para a admissão de médicos. Recentemente, o órgão anunciou a realização, ainda este ano, de um novo concurso público para o ingresso de 19 mil profissionais do ramo. O presidente da organização, Adriano Manuel, que falava em conferência de imprensa sobre a situação dos médicos em causa, ressaltou que até ao momento nenhum profissional foi enquadrado. Destacou ha-ver melhorias nos hospitais, mas ainda se continua a assistir falta de médicos e de medicamentos. Adriano Manuel apontou ainda a existência de especialistas em ginecologia, obstetrícia, oncologia, pneumologia e neurocirurgia e outros formados com fundos públicos, no exterior do país, mas que se encontram desempregados.

Tempo

Multimédia