Sociedade

SJA reconhece uma das escolas do jornalismo

O Sindicato dos Jornalistas Angolanos (SJA) saúda os jornalistas do Jornal de Angola, pela data, na expectativa de que o aniversário seja aproveitado para uma reflexão.

Teixeira Cândido, Secretário Geral do SJA
Fotografia: António Soares | Edições Novembro

Ao longo dos 43 anos de existência, disse o secretário-geral do SJA, o Jornal de Angola tem sido uma das "escolas" de referência do jornalismo angolano. O Sindicato recorda, por exemplo, que a sua rúbrica " Dossier" era um jornalismo de referência.
O Sindicato dos Jornalistas augura, por outro lado, que o Jornal de Angola possa dar mais espaço às suas pautas jornalísticas e menos ao jornalismo administrativo, por nem sempre reflectir o quotidiano das cidades deste país. "É um jornalismo de promessas, que não raras vezes compromete o Jornal de Angola".
O Sindicato dos Jornalistas Angolanos augura, por fim, que o Jornal de Angola possa ser lido em todo o País nos próximos tempos, assim como possa ser menos condicionado politicamente, um dos grandes entraves que os profissionais desta casa enfrentam ao longo de toda a existência do Diário.

Tempo

Multimédia