Sociedade

Talatona passa a município

Nilza Massango|

O governador da província de Luanda anunciou ontem que no âmbito do Plano Director Geral Metropolitano de Luanda vai ser proposto que o município de Belas dê lugar a dois, dada a sua extensão.

Governador de Luanda nomento da apresentação do novo administrador da Quiçama
Fotografia: Santos Pedro |

No acto em que procedia à apresentação do novo administrador do município de Belas, o governador Higino Carneiro anunciou a criação do município de Talatona.
“Vamos debruçar-nos sobre essa matéria com o Ministério da Administração do Território, mas ouvindo também o Conselho de Ministros”, disse Higino Carneiro, lembrando que a última palavra cabe ao Parlamento.
Depois de anunciar a intenção de dividir em dois o município de Belas, o governador Higino anunciou a criação de mais dois distritos urbanos no município de Viana. Ao intervir na cerimónia de apresentação de Jeremias Dumbo, como novo administrador municipal, Higino Carneiro disse que Zango e Vila Flor são os novos distritos urbanos do município de Viana. O surgimento dos dois distritos urbanos resulta da necessidade de se colocar administração, autoridade, enfim, de estruturar o Governo neste nível de administração do Estado. Higino Carneiro procedeu também ontem à apresentação de Vicente Soares como novo administrador da Quiçama e António Mateus da Costa, que rendeu Filipe Espanhol no município de Belas. O objectivo é fazer com que os cidadãos sintam que existe lei e autoridade e lembrou que pelo modo como as administrações estão actualmente estruturadas “é praticamente impossível assegurar uma gestão correcta do ponto de vista administrativo”.
Sobre o novo administrador de Belas, que substitui Filipe Espanhol, Higino Carneiro destacou a experiência pelas passagens pelas administrações do Cazenga, Sambizanga, Samba e, mais recentemente, em Cambambe e Lucala. “Experiência governativa não lhe falta para poder dirigir os destinos e continuar a obra já iniciada”, sublinhou o governador .
Ao falar das prioridades da nova administração municipal, que passam entre outras, pela limpeza urbana, saneamento básico, iluminação pública, manutenção e conservação das infra-estruturas, Mateus da Costa sugeriu que os serviços de fiscalização devem “funcionar a tempo inteiro” e estarem à altura de “prevenir, inibir e punir as transgressões administrativas cometidas, muita das vezes, aos olhos de todos”.
Mateus da Costa defendeu que o horário da fiscalização deve ser diferente do da função pública, pois o cidadão deve sentir que os seus actos são fiscalizados a tempo inteiro.

Novos vice-governadores

Ainda ontem, no período da tarde, foram apresentados os novos vice-governadores da província de Luanda, para área Económica, José Cerqueira, Serviços Comunitários, Rui da Silva, e Serviços Técnicos e Infra-estruturas, Joaquim Malichi.

Tempo

Multimédia