Sociedade

Todos os sábados há campanha de limpeza em Luanda

Mazarino da Cunha |

Com o apoio técnico e alimentar de um empresário angolano, jovens de várias idades residentes no Distrito Urbano da Maianga, em Luanda, juntaram-se, no final de semana, para participar numa campanha de limpeza e arborização ao longo da via de serviço, anexa à Avenida 21 de Janeiro, iniciativa que deve ocorrer nos próximos seis meses em toda a província.

Fotografia: João Gomes | edições novembro

A campanha, realizada nos nove municípios da capital, enquadra-se no programa “Operação Malária” do Governo Provincial de Luanda e visa incentivar os munícipes a ganharem consciência sobre a importância da preservação ambiental e de luta anti-vectorial.
A campanha vai decorrer todos os sábados, com a participação de moradores, das comunidades religiosas locais e empresários voluntários. O sócio-gerente do grupo Angou-Alamane, que apoiou com instrumentos de limpeza e alimentação, disse à imprensa ser um privilégio fazer parte de uma campanha e garantiu continuar a apoiar actividades que visam melhorar a condição social dos munícipes.
Mohamade Lamine Abdallhi disse que o apoio prestado pela sua empresa não vai resolver definitivamente o problema da recolha de resíduos a nível do distrito, mas demonstra que a Angou-Alamane está solidária com as causas sociais. O administrador
do Distrito Urbano
da Maianga, Fernando Cardoso, elogiou a disponibilidade dos jovens em aceitar o convite para participarem na limpeza
e garantiu que todos os sábados haverá sempre campanhas de limpeza e de sensibilização ambiental. Além da Maianga, houve também campanhas
de limpeza nos distritos urbanos do Rangel, Ingombota e no município do Kilamba Kiaxi.
Elsa Paulo, moradora do bairro Rangel, disse ao Jornal de Angola que os amontoados de resíduos sólidos e as “águas salobras” são os grandes problemas que afectam os munícipes.

 

Tempo

Multimédia