Sociedade

Trabalhador da TPA morto a tiro de caçadeira

Carlos Paulino| Menongue

Mutaíla Jamba, operador de emissor da delegação da Televisão Pública de Angola na província do Cuando Cubango, foi assassinado a tiro no sábado à noite quando regressava a casa, depois de ter abastecido a sua motorizada. 

Polícia esclarece assassinato de profissional de imprensa
Fotografia: Vigas da Purificação | Edições Novembro

A morte do profissional da TPA foi confirmada pelo porta-voz do Serviço de Investigação Criminal (SIC) no Cuando Cubango, Paulo Dias de Novais, que disse estar a instituição a trabalhar para encontrar “o mais rápido possível” os autores do assassinato, concretizado com recurso a uma caçadeira.

Mutaíla Jamba, de 38 anos, foi atingido na cabeça com um tiro, por volta das 20h00, tendo os autores do crime, ainda não identificados, levado a motorizada do tipo TVS.  O porta-voz informou que o assassinato foi cometido junto a uma oficina de reparação de viaturas, que, segundo relatos de que o SIC dispõe, tem sido alvo de roubo de peças.

O SIC, adiantou Paulo Dias de Novais, está a seguir várias pistas, não reveladas à comunicação social para não atrapalhar as investigações à volta do homicídio de Mutaíla Jamba, descrito por vizinhos como uma “pessoa simples, religiosa e respeitosa”.

Mutaíla Jamba foi admitido na TPA em 2012 como operador de emissor no município de Mavinga e, três anos depois, transferido para Menongue, onde, até à data da sua morte, foi assistente de som do carro de transmissão por satélite da estação de televisão pública. Deixa viúva  e 10 órfãos.

O director provincial em exercício da TPA, João Francisco, declarou-se consternado pela morte de Mutaíla Jamba, que considerou “pessoa de trato fácil, pontual e responsável nas suas obrigações laborais, simpático e amigo de todos os seus companheiros de serviço”.

O administrador municipal de Menongue, Fernando Cassanga, deslocou-se a casa onde o profissional da Televisão Pública de Angola viveu e apresentou sentimento de pesar.

 


Tempo

Multimédia