Sociedade

Venda anárquica irrita administração

A Administração Municipal de Cacuaco ordenou aos serviços de fiscalização para autuarem os vendedores que exerçam actividades fora dos mercados oficiais ou dos locais definidos para o efeito.

Venda em locais impróprios cria constrangimentos e afecta a imagem das cidades
Fotografia: Edições Novembro


Segundo um comunicado de imprensa, a Administração Municipal está agastada com a venda anárquica e desordenada na via pública. As autoridades determinaram a apreensão,  por transgressão administrativa, das mercadorias ou produtos das pessoas que insistirem em vender em locais impróprios.
Toda a mercadoria ou produto aprendido, prossegue o documento, será acondicionada nos armazéns dos serviços de fiscalização, devendo o seu levantamento ocorrer até trinta dias, contados da data da apreensão, contra o pagamento de uma multa. O documento refere que os produtos ou mercadorias apreendidas, como os perecíveis e os de curto prazo de validade, serão encaminhados a instituições de caridade.
A Administração, refere o comunicado, tem-se empenhado na melhoria do saneamento básico e de alguns troços de circulação automóvel, assim como a recuperação da iluminação pública e segurança das populações, entre outras acções. Cacuaco tem uma população estimada em mais de um milhão de habitantes.

Tempo

Multimédia