Sociedade

Vendedores retirados de rotunda na Calemba

Os vendedores que criavam transtornos ao trânsito rodoviário na rotunda do bairro Calemba 2, distrito urbano da Cidade Universitária, município de Talatona, em Luanda, foram transferidos para os mercados 11 de Novembro e Paz.

Milhões de pessoas em Angola vivem da economia informal
Fotografia: Francisco Bernardo | Edições Novembro

Os dois mercados podem albergar mais de sete mil vendedores, número que ainda não foi alcançado, informou na sexta-feira à Angop o administrador distrital, Antunes Huambo.
A retirada dos vendedores da rotunda durou alguns dias e o trabalho foi feito com a colaboração da Polícia Nacional, depois de ter havido uma campanha de sensibilização feita pelas comissões de moradores.
O envolvimento da Polícia Nacional deveu-se ao facto de ter havido casos de arremesso por alguns vendedores de objectos contundentes contra funcionários da administração, incluindo agentes do Serviço de Fiscalização, quando pretendiam evacuar a zona. O administrador Antunes Huambo pediu aos vendedores que permaneçam nos mercados para onde foram transferidos, porque na rua correm sempre o risco de atropelamento.
O responsável avisou que as autoridades locais podem tomar medidas para punir os eventuais incumpridores, no âmbito da Lei das Transgressões Administrativas, que consiste na apreensão dos bens e pagamento de multas.
O administrador informou que os fiscais são submetidos a acção formativa para actuarem em serviço. Depois da saída de vendedores da rotunda do Calemba 2, foram retiradas grandes quantidades de lixo e feita a reparação de passeios e pintura de lancis.
A via principal do Calemba 2 liga os municípios de Viana e Belas. O distrito urbano da Cidade Universitária é habitado por mais de 300 mil pessoas.

Tempo

Multimédia