Sociedade

Vila de Cacuaco tem restrições de energia

Augusto Panzo | Cacuaco

A energia eléctrica na vila de Cacuaco, sede do município com o mesmo nome, continua a ser um problema para a população, em virtude de se observarem cortes constantes no seu fornecimento, principalmente no período entre as 10h00 e as16h00.

A situação arrasta-se há já algum tempo e tem prejudicado o funcionamento das instituições que aí operam. Cidadãos contactados pelo Jornal de Angola manifestaram estar descontentes com os constrangimentos nos cortes de energia e recordam que não há nenhum dia da semana que a vila não fica privada de corrente eléctrica.
“Infelizmente, as empresas que operam na Vila de Cacuaco passam por sérios problemas que também nos afectam como moradores, pois as nossas residências não são poupadas neste sentido. Acreditamos que só acontece este problema pelo facto da sede do município de Cacuaco não dispor de uma fonte alternativa”, precisaram.
O Jornal de Angola tentou contactar o responsável da agência da Empresa Nacional de Distribuição de Energia (ENDE) destacado em Cacuaco para se inteirar das razões dos constantes cortes no fornecimento de energia, mas sem sucesso.
O Jornal de Angola apurou de fontes oficiosas que um dos motivos dos cortes de energia está relacionado com a linha que abastece a própria área, que se encontra obsoleta. Neste momento decorrem trabalhos de renovação da mesma.Segundo a fonte, o que mais preocupa a população e as instituições são as constantes faltas de energia, aliadas à falta de comunicação antecipada por parte da ENDE.

Tempo

Multimédia