Sociedade

Vítimas de acidente já foram sepultadas

Os corpos de oito das 12 vítimas do acidente de viação de terça-feira, no troço Lubango-Chibia, província da Huíla, envolvendo duas viaturas de serviço de táxi, foram enterrados na quarta-feira, quatro dos quais nos cemitérios de Camumuíla e Mutundo, localizados na cidade do Lubango.   
Os restantes quatro corpos seguiram para os municípios da Chibia e Caluquembe, onde foram sepultados a pedido dos familiares.

Os funerais foram realizados em simultâneo e num ambiente de profunda consternação. O vice-governador da província da Huíla para o sector Económico, Sérgio da Cunha Velho, deslocou-se ao cemitério do Mutundo, onde rendeu formalmente homenagem às oito vítimas do acidente de viação, que fez ainda 17 feridos.
Na quarta-feira, foram enterradas apenas oito das 12 vítimas porque quatro delas não tinham sido identificadas. O Jornal de Angola soube que dos quatro corpos um foi identificado no período da tarde de quarta, devendo ser sepultado a qualquer momento.
O administrador municipal do Lubango, Francisco Barros, disse à comunicação social que o governador da província da Huíla orientou a criação de uma comissão para apoiar as famílias enlutadas. “Esperamos que, dentro de dias, se realizem também os funerais dos corpos que ainda não foram identificados pelas suas famílias”, acentuou o responsável, adiantando que as famílias foram informadas para se dirigirem à morgue do Hospital Central do Lubango, a fim de reconhecerem os seus entes queridos.A maioria dos feridos já recebeu alta hospitalar.
Francisco Barros assegurou que o Governo Provincial da Huíla está em contacto permanente com a Direcção Municipal da Saúde do Lubango e o Hospital Central do Lubango, por via dos quais é informado da evolução dos pacientes ainda internados.

Tempo

Multimédia