Sociedade

Vítimas do acidente de Carianga recuperam satisfatoriamente

Os 39 sinistrados do acidente de viação ocorrido quinta-feira na localidade de Carianga, sete quilómetros de Ndalatando, resultante da colisão de um autocarro e uma carrinha Land-Cruiser, que vitimou mortalmente quatro pessoas no momento, recuperam de forma satisfatória, segundo o corpo clínico do Hospital Provincial do Cuanza-Norte.

De acordo com o director Clínico da principal unidade sanitária do Cuanza-Norte, Inácio Francisco, dos 39 feridos, 24 receberam alta no mesmo dia, outros 15 internaram. Até à altura desta reportagem, o médico realçou a existência de 11 doentes ainda hospitalizados que apresentam, na sua maioria, contusões cranianas e toráxicas, fracturas no fémur e rádio, cujo quadro clínico pode-se considerar estável ou fora de perigo.
O responsável frisou que, para o caso das fracturas, já foram realizados todos exames de raio-x, que algumas vítimas aguardam os procedimentos legais para a realização de operações ortopédicas e lembrou que será aplicado o respectivo gesso.
O governador do Cuanza-Norte, José Maria Ferraz dos Santos, visitou ontem as vítimas do acidente de Carianga, com o propósito de prestar solidariedade e apoio moral aos doentes ainda internados no Hospital Doutor António Agostinho Neto.
Na ocasião, a vice-governadora para o sector Político, Social e Económico, Leonor Garibaldi, mostrou-se consternada com a morte dos quatro cidadãos, dos quais uma criança menor de 10 anos. Sublinhou que o Governo do Cuanza-Norte reuniu as condições necessárias para um atendimento adequado aos doentes ainda internados.
O responsável ressaltou a necessidade da construção de um hospital regional para atender casos do género, pelo facto de o Cuanza-Norte ser uma placa giratória e acessível para as províncias do sul, norte e leste do país.

Tempo

Multimédia