Sociedade

Zaire: Detidos 141 cidadãos por crimes diversos

J. Figueiredo | Mbanza Kongo

141 indivíduos entre nacionais e estrangeiros foram detidos pelo Serviço de In-vestigação Criminal (SIC), no período de 8 a 15 deste mês, acusados de prática de crimes de natureza diversa, em vários bairros de diferentes municípios da província do Zaire, apurou o Jornal de Angola.

Fotografia: DR


Dos crimes apontados, pelo porta-voz do comando provincial da PN, em Mbanza Kongo, inspector-chefe Luís Bernardo, destacam-se um homicídio voluntário, burla por defraudação, ofensas corporais voluntárias, furtos, desobediência e associação de malfeitores.
Entre os detidos estão 101 angolanos e 40 da República Democrática do Congo (RDC), que actuavam nos bairros periféricos de Mbanza Kongo, nomeadamente Álvaro Buta, 11 de Novembro, Bairro Uíge, 4 de Fevereiro (Mavaka, Banda-Mar e 15 Casas), Sagrada Esperança e Martins Kidito.
Os marginais detidos pelo SIC, na província do Zaire, actuavam também nos bairros TGFA e Kungu-Yenguele, no município do Soyo e Terra Nova, no Kuimba. As outras detenções tiveram lugar no Nzeto e Tomboco, onde os criminosos recorreram a instrumentos contundentes e cortantes para a consumação de crimes.

Cumpridos os trâmites, os cidadãos nacionais detidos na região, como avançou inspector-chefe Luís Bernardo, foram encaminhados para o Ministério Público para o tratamento subsequente nos termos da lei.
De salientar que tanto a operação Mutimba, tanto as micro-operações desencadeadas pelo SIC em coordenação com as forças da Polícia Nacional, têm como objectivo o combate cerrado à criminalidade, para aumentar o sentimento de segurança da população.
Os 40 estrangeiros foram deportados por violação da fronteira nacional nas regiões de Buela, Kinsende, Luvo e nos Marcos 11 e 12”, acrescentou o inspector-chefe Luís Bernardo.

Estrangeiros repatriados

Um total de 111 cidadãos da República Democrática do Congo (RDC), detidos no período de 8 a 15 do corrente mês, foram expulsos compulsivamente do território nacional, por situação migratória irregular, pelo Serviço de Migração e Estrangeiros (SME), soube, ontem, o Jornal de Angola.
Segundo o porta-voz do Comando Provincial do Zaire da Polícia Nacional, inspector-chefe Luís Bernardo, no período em referência, foram igualmente detidos e repatriados para a RDC, 150 indivíduos que tentavam violar a fronteira angolana.

Tempo

Multimédia